Do Velho Mundo – Uma semana não muito boa para ser #1, O Poder do Tappara und mehr

Bom dia, boa tarde, boa noite! Bem vindos a mais uma edição da melhor coluna sobre hóquei no planeta Terra e quiçá no sistema solar! Uma semana ficou para trás, times foram eliminados, heróis foram coroados, heróis caíram, muito aconteceu nos gelos europeus. Vamos começar nossa jornada na Suíça hoje:

NLA

No jogo 5 entre SC Bern e ZSC Lions tivemos mais uma vez o equilíbrio, com tudo dessa vez o time de Bern conseguiu levar a melhor. O Bern conseguiu uma boa vantagem de 4-1 durante o segundo período, viu o ZSC diminuir para 4-3, mas o #1 da temporada regular segurou e venceu o jogo. Jogo 6, Zurique, valendo classificação para o Lions, valendo forçar jogo 7 para Bern. O time da casa abriu o placar, mas ainda no primeiro período o SC Bern virou para 1-2, no segundo período o jogo chegou ao empate em 2-2 e não saiu disso nos 60 minutos. Prorrogação, com pouco mais de 2 minutos no relógio o ZSC trabalha o puck na zona ofensiva, Fredrik Pettersson no lado esquerdo passa para Pius Suter finalizar o jogo e a série. ZSC Lions 4-3 na prorrogação e 2-4 na série avançando para a final da NLA.

Com o 2-2 na série, Biel-Bienne e Lugano se enfrentaram em Biel-Bienne pelo jogo 5. Uma partida marcada por equilíbrio nos números, porém um ótimo segundo período do Lugano acabou pesando. Os visitantes fizeram 0-3, Biel-Bienne diminuiu, mas o Lugano marcou mais um gol no período final fazendo 2-4 e vencendo o jogo. Em Lugano, o time da casa dominou, foi eficiente e goleou por 6-2. EHC Biel-Bienne 2-4 HC Lugano na série.

HC Lugano vs ZSC Lions na final da NLA. História e tradição vão entrar no gelo, mas também momento e nisso os times estão iguais. Na quinta, 12/04, a final começa.

EBEL

O Red Bull Salzburg chegou a final da EBEL vencendo o Black Wings Linz no jogo 6 por 2-4 em Linz. O time do energético teria pela frente o HC Bolzano, um adversário que já se demonstrou ser perigoso.

A final da EBEL começou no domingo em Salzburg, mesmo com o Red Bull tendo melhores chances, foi o Bolzano quem conseguiu marcar mais gols. No segundo período o time italiano fez 0-2, o Salzburg diminuiu pra 1-2, mas mesmo com toda a pressão no terceiro período não conseguiu empatar. O jogo 2 já foi na segunda, o Salzburg conseguiu se impor e fazer seus gols, 3-0 com Bernhard Starkbaum conseguindo um shutout. A final da EBEL está empatada em 1-1.

salzburg_bozano
Bolzano e Salzburg decidem a EBEL (Foto: GEPA pictures)

DEL       

De volta a Mannheim para o jogo 4 da série, mais uma vez o Red Bull München dominou mais uma vez o jogo, ou quase todo ele, o Alder Mannheim abriu 2-0, depois disso foram 6 gols do time de Munique, Adler ainda fez mais um, mas o Red Bull venceu por 3-6. O jogo 5 foi um atropelo, o time do energético entrou pilhado e dominou completamente Mannheim, 5-0 Red Bull e 4-1 na série voltando novamente a final.

Do outro lado da chave, Thomas Sabo Ice Tigers não teve dificuldades no jogo 4, o time de Nuremberg fez 4-1 e levou tranquilamente a vitória. Em Berlim, porém, os time jogaram em maior igualdade, Eisbären saiu na frente, Ice Tigers virou, Eisbären virou novamente, Thomas Sabo empata, 4-4. Prorrogação, emoções, mas Mark Olver pôs um final no jogo, 5-4 Eisbären Berlin. De volta a Nuremberg e muito equilíbrio mais uma vez, 2-2 até o terceiro período, nos minutos finais Mark Olver mais uma vez fez o gol vencedor, 2-3 Berlim e a vitória na série. Eisbären Berlin 4-2 Thomas Sabo Ice Tigers na série.

Red Bull München e Eisbären Berlin nas finais da DEL, #1 contra #2 como esperado. Sexta-feira 13/04, os times se encontram em Munique para o início da série, vale o tricampeonato para o Red Bull e o oitavo título para o Eisbären.

ELH

Mountfield HK e Oceláři Třinec se enfrentaram uma quarta vez na última terça, os times jogaram em igualdade fazendo 1-1 no primeiro período e permanecendo assim até o final da prorrogação. No shootout apenas o Mountfield venceu o jogo evitando uma varrida. Jogo 5, mais uma vez equilíbrio e igualdade, mais uma vez prorrogação, mas dessa vez sem shootout, Radek Smoleňák fez 3-2 Mountfield e 2-3 na série. Outra vez igualdade, equilíbrio e prorrogação, dessa vez não deu para o Mountfield, o Oceláři conseguiu vencer e finalizar a série finalmente. Třinec 4-2 e o passe para a final foi garantido.

ocelari
Oceláři Třinec está na final da ELH (Foto: Martin Stebel)

Em Brno, o Kometa recebeu o Škoda Plzeň, os times jogaram em equilíbrio, mas o Kometa conseguiu se dar melhor no terceiro período fazendo 3-2 e vencendo mais uma vez. Não houve varrida, o Škoda conseguiu se impor no segundo período do jogo 4 fazendo 0-2, o Kometa diminuiu, mas o placar final de 1-2 garantiu um jogo 5. Não passou disso, o Kometa voltou a dominar no sábado e fez 2-6 em Plzeň com facilidade. Škoda Plzeň 1-4 Kometa Brno na série.

Oceláři Třinec vs Kometa Brno nas finais da ELH, quem será o campeão tcheco?

Liiga

Kärpät e HIFK começaram sua semifinal na última terça, mesmo na casa do Kärpät foi o HIFK quem dominou a primeira partida e venceu, 1-4 para o time de Helsinque. Na capital da Finlândia, os times fizeram um jogo mais equilibrado e ficaram no 3-3 ao término do tempo regulamentar. Na prorrogação Miska Humaloja fez o gol vencedor, HIFK 3-4 Kärpät e a série igualada. O terceiro jogo foi diferente, só deu Kärpät e com isso foi tranquilo para fazer 3-0 e virar a série. Em Helsinque o time da casa não teve dificuldades, o HIFK venceu com tranquilidade por 4-1 e empatou a série. Kärpät 2-2 HIFK é o placar da série.

TPS e Tappara se encontraram em Turku para o primeiro jogo, o TPS abriu 2-0, mas no segundo período a reação começou. No terceiro período Henrik Haapala, ele mesmo, empatou o jogo e na prorrogação o próprio Haapala virou o jogo e deu a vitória ao time de Tampere, 2-3 Tappara. Em Tampere o Tappara teve mais facilidade, no primeiro perídoo fez 3-0 e controlou o jogo vencendo por também a segunda partida. A terceira partida começou com o TPS vencendo por 1-0, mas o Tappara encarnou o super time no terceiro período outra vez e marcou duas vezes virando e vencendo por 1-2 fazendo 3-0 na série. O jogo 4 foi disputado em Tampere, era o duelo de um time querendo encerrar a série contra outro querendo sobreviver. O Tappara saiu na frente, TPS empatou, Tappara desempatou, TPS virou, Tappara revirou e colocou 2 de vantagem, TPS fez o quarto e quinto empatando o jogo e levando para a prorrogação. 14 minutos e 6 segundos de tensão, de “vamos para a final” contra “vamos sobreviver”, apenas um deu certo e foi nas mãos de Jukka Peltola que o jogo terminou. Tappara 6-5 TPS, a série terminou. MOLEJÃO para o TPS.

Esse é o poder de um time que foi bicampeão nas duas últimas edições da Liiga, mesmo com um adversário muito forte pela frente o Tappara conseguiu se impor. Finalizar o TPS não era impensável, mas varrer sim, ninguém esperava isso. O Tappara vai para sua terceira final consecutiva, busca o tri em sequência e o décimo oitavo título finlandês.

SHL

Após vencer o primeiro jogo em Växjö, o Lakers foi a Malmö e conseguiu dominar o adversário, 0-3 e vitória no jogo 2 da série. Em Växjö o jogo 3 não foi muito diferente, apenas que o Malmö fez um gol, 3-1 Lakers no jogo e 3-0 na série. O jogo 4, porém, teve maiores dificuldades, os times terminaram o primeiro período empatados em 1-1, assim permaneceu no segundo e terceiro períodos, apenas na prorrogação tivemos vencedor. Elias Pettersson, o jovem talento que tem encantado o mundo, fez o gol vencedor para o Växjö, 1-2 em Malmö e 4-0 na série. SOBE AQUELE MOLEJÃO DJ!

pettersson
Elias Pettersson colocou o Växjö na final da SHL (Foto: Mathilda Ahlberg/Bildbyrån)

Na terça se iniciou a série semifinal entre Djugården e Skellefteå em Estocolmo. O time da casa fez 2-0, mas o Skellefteå correu atrás do prejuízo, virou o jogo, com tudo o Djugården conseguiu empatar em 3-3 e mandar para a prorrogação. Jimmie Ericsson marcou o gol vencedor com 10 minutos e 12 segundos de prorrogação, 3-4 Skellefteå no primeiro jogo. Em Skellefteå o A.I.K. teve mais facilidades, abriu o placar no segundo período e explodiu no terceiro, 6-1 para o Skellefteå e 2-0 na série. No jogo 3 finalmente o Djugården conseguiu se impor e vencer, 3-1 garantindo ao menos até o jogo 5 a série. Nessa segunda os times voltaram a jogar em Skellefteå, o Djugården abriu 0-2 no segundo período, mas o time da casa reagiu e empatou a partida mandando para a prorrogação. Não demorou muito até a resolução, Pontus Petterström marcou o gol da virada e vitória para o Skellefteå, 3-2 com emoção. Djugården 1-3 Skellefteå na série, os times voltam a se enfrentar na quarta e a partir de agora todo jogo vale vida ou morte na temporada.

Na Kvalserien, o Timrå bateu o Karlskrona em 4 jogos voltando a SHL após 5 anos. Em 4 jogos também, o Mora despachou o Leksand e segurou sua vaga na elite sueca. Parabéns a ambos e se preparem para a próxima temporada.

EIHL                                    

No sábado Cardiff Devils, Dundee Stars, Belfast Giants e Sheffield Steelers se encontraram em Nottingham para as semifinais e final dos playoffs da EIHL. Cardiff Devils e Dundee stars começaram as ações, Dundee saiu na frente fazendo 2-0, mas o Devils trabalhou e construiu uma virada, 4-2 Devils e a final no domingo estava garantida.

Na outra semifinal o Sheffield Steelers abriu 1-0 no primeiro período, Belfast Giants pressionou, atacou, tentou um empate. Quando tirou o goleiro, Sheffield aproveitou a rede desprotegida e conseguiu fazer 2-0 e garantir a vaga na final.

No domingo, Cardiff e Sheffield se encontraram para encerrar a temporada na terra da rainha, para o Devils era a chance de levar o caneco pela primeira vez enquanto para o Steelers era a chance de vencer um título nessa temporada e beliscar uma vaga na CHL. O Devils dominou o jogo fez 3-1 e pela primeira vez foi campeão dos playoffs da EIHL conseguindo fazer a dobradinha. PARABÉNS AO CARDIFF DEVILS!

KHL

No leste, o Traktor recebeu o Ak Bars para o jogo 3 em Chelyabinsk, os times jogaram em igualdade no placar até o final do jogo. O Ak Bars passou a partida inteira tentando quebrar o 1-1, conseguiu na prorrogação, Vasily Tokranov colocou um ponto final no jogo fazendo 1-2 para os visitantes. No jogo 4 a defesa do Traktor não conseguiu parar o Ak Bars, o time da Kazan conseguiu fazer 1-3 no jogo e completar a varrida (Molejo, Dança da vassoura, vocês sabem…).

A batalha do exército continuou na quarta, o jogo 4 foi em Moscou e o SKA saiu na frente. Com tudo, o CSKA conseguiu se esforçar e virar para 2-1 garantindo a vitória e igualando a série. Em São Petersburgo, os goleiros brilharam, mas Lars Johansson pesou mais, Kiril Kaprizov conseguiu chegar ao gol já no terceiro período e Johansson fechou as portas, o CSKA venceu por 0-1 e estava com a série nas mãos. No domingo os times voltaram a duelar em Moscou, o SKA fez 0-2 no primeiro período, o CSKA correu atrás do prejuízo e após muito martelar conseguiu alcançar o empate nos minutos finais. Prorrogação, tensão, Alexander Popov tenta o wrap arround, o goleiro nega, mas Mikhail Grigorenko pega o rebote e marca. O CSKA vira o jogo, o CSKA vence o jogo, o CSKA vence a série!

CSKA Moskva e Ak Bars Kazan jogam pela Gagarin Cup a partir de sábado, dia 14. Mais quatro vitórias para ser campeão, o CSKA tem a chance de ser campeão russo após 29 anos, já o Ak Bars vai atrás da sua terceira Gagarin Cup, venceu em 2009 e 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s