Do Velho Mundo – Abismo na NLA, Continental Cup and plus

Bom dia, boa tarde, boa noite! É novamente segunda-feira e trazemos outra edição de Do Velho Mundo para você. Enquanto os campeonatos nacionais vão engrenando, as coisas se aquecem para as rodadas finais da primeira fase do principal torneio continental, ao mesmo tempo o torneio continental secundário começa.

Começamos nosso tour de europé desembarcando nas terras em que o Vienna Capitals comanda com mãos de ferro de um verdadeiro tirano:

EBEL

Na liga de elite da Áustria e amigos, o HC Bolzano teve uma semana ruim e tudo começou num insano 8-7 do Grazz99ers no shootout. Marcar 1 ponto fora de casa perdendo apenas no shootout não é negócio ruim, porém estar empatando em casa e fazer um péssimo terceiro período não é bom. Após uma semana boa, uma semana ruim, caíram de produção e agora ocupam o último lugar da EBEL. O representante italiano tem que achar uma estabilidade.

Por outro lado, Black Wings Linz, Orli Znojmo e TWK Innsbruck tiveram uma ótima semana e subiram posições. O time de Linz ocupa o segundo lugar com 16 pontos, Znojmo tem 15 pontos e está em terceiro, já o Innsbruck ocupa a quarta posição com 14 pontos. Poderíamos dizer que eles são os perseguidores do líder, mas nem tanto, porque o líder continua imbatível.

7 jogos, 7 vitórias, 21 pontos, 30 gols a favor, 8 contra, Vienna Capitals. Nada mais a declarar sobre isso.

DEL

A disputa entre Red Bull München e Thomas Sabo Ice Tigers está completamente de volta. Os dois passaram a maior parte da temporada passada competindo pelo primeiro lugar e agora novamente estão nessa batalha. O time do energético está a frente com 18 pontos em 9 jogos disputados enquanto o Ice Tigers tem 16 com 8 jogos, era um caminho lógico a se seguir. Com tudo, por enquanto Eisbären Berlin e Adler Mannheim não deixam os dois escaparem.

Com tudo, o grande vencedor na semana foi o Düsseldorfer EG. Na sexta-feira o time de Düsseldorf bateu o time do energético por 6-4, então no domingo foi a Iserlohn e bateu o Roosters por 1-5. O Düsseldorfer ganhou 5 posições, ocupa o 7º lugar da DEL com 12 pontos e 8 jogos disputados, é uma boa melhoria e agora para o representante de Düsseldorf o que precisa é essa estabilidade para continuar disputando as melhores posições, porque potencial essa equipe tem.

deg_imago-Nordphoto
O Düsseldorfer EG melhorou o desempenho e pode mirar mais alto (Foto: imago/Nordphoto)

ELH

O duelo pela ponta é na verdade um trielo, o Ocelári Trinec perdeu alguns jogos e agora está a quatro pontos do líder. A liderança ficou na mão do Kometa Brno (21 pontos), Skoda Plzen e Piráti Chomutov estão logo atrás (ambos com 20 pontos). Esses três times mantiveram o ritmo e estamos aguardando os próximos capítulos para ver o que resultará disso.

No oposto da tabela, Verva Litvínov e Dynamo Pardubice somaram 6 pontos em 8 e 9 jogos, não precisa dizer que é um péssimo início de temporada para os times, mas é. O Litvínov marcou 11 gols e sofreu 21, enquanto o Dynamo anotou 23 gols e levou 39, o número de gols marcados pelo Dynamo é bom, o problema é que para cada gol que marca acaba sofrendo em média 1,7 gol. Problemas e fragilidades defensivas que vão expondo ambos a falta de confiança e perpetuando o momento ruim. É aquele clássico caso de times que sim, são frágeis como esperado, mas que já começam tendo muitos problemas e desde cedo na competição a pressão começa a causar um efeito negativo na cabeça dos jogadores perpetuando esse ciclo, que só pode ser rompido com um ciclo totalmente oposto, ou seja, de vitórias e confiança.

NLA

Na divisão principal da Suíça cada equipe disputou entre 8 (Lausanne HC, Genéve-Servette e SC Bern) e 10 (ZSC Lions) jogos, tendo a maioria disputado 9 partidas. Um abismo se formou entre o HC Davos, 7º lugar com 16 pontos, e o Genéve-Servette, 8º lugar com 9 pontos, essa diferença expõe e muito o nível dos 7 primeiros em relação aos outros 5 times. A diferença entre o Bern e o Davos é de 3 pontos apenas, ou seja, temos 7 times entre os 19 e 16 pontos que podem perder e ganhar muitas posições em uma rodada apenas dependendo do resultado. Ao mesmo tempo a diferença entre o Genéve-Servette e o SLC Tigers é de 3 pontos também, ou seja, dependendo dos resultados o Genéve-Servette poderia sair da zona de classificação para os playoffs e virar o lanterna da competição.

Não podemos reclamar de equilíbrio até aqui na NLA, mas a diferença é muito grande, são duas competições completamente diferentes dentro da liga. E tudo isso é perceptível no gelo, o que eu não acho muito interessante para a liga em alguns momentos porque quando os times do bloco de cima têm enfrentado os do bloco de baixo, o placar é muitas vezes um passeio. Mas não há muito que fazer a curto prazo, esse tipo de mudança só acontece a médio/longo prazo, então teremos que ver isso não só por essa temporada como por mais algumas, provavelmente.

Liiga

A liderança mudou de mãos na Liiga, quem manda agora é o JYP. O representante de Jyväskylä alcançou a soma de 24 pontos em 10 jogos, 1 a mais que o TPS, seu ataque é o melhor ao lado do Kärpät com 36 gols marcados, a defesa é a 4ª melhor com 23 gols sofridos, curiosamente empatada com o Kärpät também. Entre os 10 melhores pontuadores, o JYP tem 3 deles: Jarkko Immonen (12 pontos), Antti Suomela (11 pontos) e Juuso Puustinen (11 pontos), Juuso Puustinen é também o artilheiro da Liiga com 8 gols. Esses são números de um time que lidera uma liga na temporada regular, essa solidez na defesa e a proficiência no ataque tem garantido essa ótima campanha até aqui. O que os próximos capítulos guardam para o JYP não temos certeza, mas todos os fatores para fazer uma grande campanha são mostrados pela equipe.

jyp_vesaphoto
O JYP tem números dignos e faz valer sua campanha até o momento (Foto: vesaphoto)

SHL

Na Suécia a ponta é disputada por 3 times também. Färjestad ainda ocupa a ponta, fez 14 pontos em 5 jogos, o HV71 está em segundo com 14 pontos também, mas em 6 jogos, já o Växjö Lakers está em 3º com 13 pontos em 5 jogos disputados. A diferença entre o Växjö e o Djugarden, 4º colocado, é de 4 pontos, ou seja, mais do que uma vitória nos 60 minutos. Enquanto o Färjestad tem o melhor ataque com 24 gols marcados (quase 5 por jogo em média), HV71 tem a melhor defesa junto ao Örebro com 8 gols sofridos e o Växjö Lakers a segunda melhor com 9 gols sofridos, tanto HV71 quanto Växjö tem 15 gols marcados, o que confere a eles o quarto melhor ataque da competição. Novamente, são todos números que se esperam de times que lideram suas ligas e devido ao investimento desses times é esperado algo nesse sentido.

Enquanto isso a distância vai aumentando para outros times que tradicionalmente fazem boas campanhas nos últimos anos, tirando o Malmö que tem 8 pontos em 4 jogos, o que é algo entre razoável e bom, os demais concorrentes teóricos não corresponderam ainda. Frölunda disputou 4 jogos, mas marcou apenas 5 pontos, Skelleftea somou 6 pontos em 5 jogos, Linköping 8 em 6 partidas… A verdade é que os três primeiros vão construindo uma distância já no início de temporada, se continuar assim teremos um grande imprevisto na SHL, mas a tendência é de um nivelamento no futuro da competição.

Continental Cup                    

Primeiro de tudo, o que é a Continental Cup? Como o nome fala, é um torneio continental organizado pela IIHF (International Ice Hockey Federation) com os campeões das ligas terciárias, quaternárias do continente e alguns outros participantes de ligas secundárias (vice-campeão/terceiro lugar). Basicamente a Continental Cup é o torneio europeu B, comparando com o esporte bretão ela seria como a Copa Sulamericana e a Champions Hockey League seria a Libertadores deles. O torneio se divide em 6 fases, sendo uma delas literalmente a preliminar da preliminar da preliminar (isso ficou confuso, eu sei). Para clarear as coisas: São selecionados 17 times, os 6 que vem das ligas mais bem conceituadas são divididos em 2 grupos  para a fase preliminar, cada grupo tem 4 integrantes, as duas vagas restantes são definidas em uma fase preliminar, os dois melhores de cada grupo avança para a final. Essa fase preliminar conta com dois grupos também, selecionam 7 times representantes das melhores ligas restantes e tem mais uma vaga que vem de uma fase preliminar a essa preliminar. Nessa primeira fase tem um grupo com 4 times também, o vencedor do grupo passa para a próxima fase. Vale lembrar que o campeão da Continental Cup ganha vaga na CHL do ano seguinte, o que dá mais uma relevância do torneio, além da própria tradição.

Então essa preliminar da preliminar da preliminar foi disputada nesse final de semana em Belgrado, na Sérvia. O HK Crvena Zvezda Belgrade recebeu Irbis-Skate SK Sofia (Bulgária), Zeytinburnru Belediyeski SK Istanbul (Turquia) e Esja Reykjavik (Islândia). Os donos da casa venceram os 3 jogos, sendo 1 deles na prorrogação, e passou com facilidade por essa fase, outro destaque foi a boa participação do time de Istanbul, ele perdeu apenas para o Crvena Zvezda.

Crvena-Zvezda_MN Press
Crvena Zvezda venceu a primeira preliminar e avança na Continental Cup (Foto: MN Press)

O Crvena Zvezda Belgrade ganhou o direito de jogar em Brasov, na Romênia, contra Corona Brasov (o time da casa), DVTK Jegesmedvek Miskolc (Hungria) e Txuri Urdin San Sebastian (Espanha) para disputar o grupo C entre 20 e 22 de outubro. Nas mesmas datas, o grupo B vai jogar em Riga, na Letônia, Kurbads Riga vai receber GKS Tychy (Polônia), HC Donbass (Ucrânia) e Narva PSK (Estônia).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s