Do Velho Mundo – Guerra na Sexta Feira Santa, SC Bern Schweizer Meister, Red Bull München Deutscher Meister e mais

Bom dia, boa tarde, boa noite! É segunda-feira mais uma vez e mais uma edição de Do Velho Mundo chega até vocês. São os últimos capítulos da temporada europeia de hóquei no gelo, campeões vão sendo coroados, finais são definidas, para os times é aquele momento em que o último esforço é feito, os jogadores precisam doar-se mais do que 100% para chegarem ao objetivo do título. Começamos a jornada pela Finlândia, onde a primavera vai trazendo os momentos finais de seu principal campeonato:

Liiga

As semifinais da Liiga chegaram a uma conclusão nessa semana que se passou, assim os dois classificados as finais foram definidos:

Tappara vs HIFK: O Tappara tinha a chance de encerrar a série no quinto jogo, o HIFK queria sobreviver para jogar outro jogo, o Tappara começou vencendo, o HIFK empatou, e no segundo período virou, porém os donos da casa se impuseram no terceiro período, marcaram 3 gols, o HIFK ainda marcou mais um gol, mas não foi o suficiente, o Tappara venceu a partida por 4-3  e ganhou a série, se classificando novamente as finais.

KalPavs JYP: Em seus domínios, o KalPa dominou o jogo, marcou os dois únicos gols, venceu por 2-0 e fez 3-2 na série sobre o JYP. Assim, a sexta partida teve lugar em Jyväskylä, a equipe da casa saiu na frente, o KalPa virou o placar, mas ainda no segundo período o JYP fez 3-2 e com mais um gol no período final, venceu o jogo por 4-2 garantindo o jogo 7 na série. A última partida começou equilibrada, cada time marcou um gol nos primeiros minutos, com tudo o KalPa aumentou o nível e o JYP não conseguiu acompanhar, foram 4 gols do KalPa contra nenhum do JYP após o placar estar empatado em 1-1, com isso o KalPa venceu o jogo por 5-1 e se qualificou para as finais.

tappara_kalpa_tappara.fi
Tappara e KalPa disputarão o título da Liiga (Foto: Tappara.fi)

SHL              

Com o HV71 já classificado para as finais, Frölunda e Brynäs disputavam a vaga restante. O Frölunda vencia a série por 3-2 e assim o segundo classificado as finais foi conhecido:

Frölunda vs Brynäs: Em seus domínios o Brynäs teve facilidade para bater o Frölunda no sexto jogo da série, fez 6 gols, deu um show  a ponto de seu goleiro precisar fazer poucas defesas, assim garantindo uma sétima partida. Jogo 7, vencer ou ser eliminado, o Frölunda aproveitou sua força e estar em seus domínios para pressionar, com tudo o Brynäs saiu na frente, o Frölunda continuou a pressionar, mas o Brynäs ampliou, já no segundo tempo finalmente o time da casa marcou o gol, com tudo o Brynäs selou sua vitória no início do período final. A vitória por 3-1 no jogo 7 qualificou o Brynäs para as finais.

As finais tiveram o primeiro jogo no domingo de páscoa, HV71 e Brynäs foram ao gelo em Jönköping e o time da casa presenteou o visitante com chocolates, seguindo a tradição do dia. O HV71 dominou o jogo, marcou 5 gols, o Brynäs conseguiu aproveitar duas chances. O HV71 venceu por 5-2 aproveitando sua força, favoritismo e mando de gelo.

HV71_Stefan Persson-Bildbyrån
O HV71 saiu na frente nas finais da SHL (Foto: Stefan Persson/Bildbyrån)

ELH

As finais da principal liga na Tchéquia começaram na sexta-feira santa, mas o que se viu foi guerra no gelo. Bílí Tygri e Kometa foram ao gelo em Liberec prontos para uma batalha, o time da casa começou vencendo, abriu 2-0, com tudo, menos de um minuto depois o Kometa empatou a partida e nos segundos finais do período inicial virou o jogo. O Bílí Tygri voltou a empatar o jogo no segundo período, mas o Kometa marcou outro gol, os times batalharam para marcarem mais gols, mas os goleiros fecharam a porta. O Kometa venceu por 4-3 e saiu com a primeira vitória na série.

O segundo jogo foi novamente disputado, um time marcava, o outro empatava e isso se repetiu até o terceiro período terminar com o empate de 3-3. A partida foi para a prorrogação, mas dessa vez os gols não saíram e por ser disputado no dia seguinte ao anterior, o desempate teve que acontecer no shootout como manda a regra da liga. Na disputa de penalidades, o Kometa levou a melhor e venceu o jogo por 4-3 fazendo 2-0 na série.

kometa_Deník-Zbranek Petr
O Kometa largou na frente e venceu os dois primeiros jogos das finais (Foto: Zbranek Petr Via: http://www.denik.cz/hokej/kometa-vyuzila-spatneho-dnu-libereckeho-golmana-a-ziskala-prvni-finalovy-bod-20170414.html)

DEL

O segundo jogo das finais começou com o Wolfsburg abrindo o placar e marcando o segundo gol. Repentinamente o Red Bull acordou e marcou 3 gols, contando tanto com sua habilidade, quanto com a sorte, virando o jogo no segundo período. O terceiro período pode ser resumido com o Grizzlys pressionando a equipe de Munique, mas Danny aus den Birken fechou o gol com ajuda de toda a defesa do Red Bull Münchuen, com isso os visitantes venceram o segundo jogo também, fazendo 2-0 na série.

De volta a Munique para o terceiro jogo, o Red Bull abriu o placar nos primeiros minutos de jogo e persistiu no ataque tentando ampliar a vantagem, mas quem não faz leva, e o castigo veio no início do segundo período. O gol de empate do Grizzlys saiu no segundo minuto, então a virada aconteceu já pouco depois da metade. Mesmo com o München, Felix Brüchmann terminou o jogo com 43 defesas, o que foi muito importante para garantir a vitória do time de Wolfsburg, a primeira na série.

Mesmo o quarto jogo sendo em Wolfsburg, foi o Red Bull quem dominou o jogo e fez o domínio virar um atropelo. Foram 7 gols marcados pelo time de Munique contra 2 do Grizzlys, o goleiro de Wolfsburg fez ainda sim 45 defesas, mas o volume de jogo dos vencedores foi surreal. Com o placar de 7-2, o Red Bull München colocou a mão na taça, precisava apenas de uma vitória.

Em seus domínios, o Red Bull fez uma partida incontestável para garantir o bicampeonato. A vitória por 4-0 confirmou a supremacia do time de Munique, os jogadores do Wolfsburg mais uma vez tiveram que amargar o vice-campeonato.

A temporada se encerra como esperado, o Red Bull München chega a mais um título conseguindo seu segundo título na história. Desenha-se o nascimento de uma soberania, mas pode ser que ela não aconteça, no momento pouco importa, na realidade. Ao menos na temporada 2016-17 a soberania foi total e completa e os jogadores puderam gritar Deutscher Meister!

RBMunchen_Matthias Balk, dpa
EHC Red Bull München campeão da DEL 2016-17 (Foto: Matthias Balk/dpa)

NLA                                                                             

Na disputa final por uma vaga na NLA na próxima temporada, o terceiro jogo foi em Ambri-Piotta, o Langhental marcou o primeiro gol. O time da casa empatou no segundo período e após isso não houve gol no terceiro período. Na prorrogação, Michael Fora marcou o gol da vitória para o Ambri-Piotta, fazendo 3-0 na série. O quarto jogo foi o último e definitivo, o Ambri-Piotta fez 2 gols, Sandro Zurkirchen fechou o gol e isso garantiu a permanência do Abri-Piotta na NLA e um final triste para o Langhental. Só um deles poderia jogar a NLA na próxima temporada e o time mais forte se impôs nos 4 jogos e pôs um fim em seu próprio drama.

Nas finais, a terceira partida foi em Berna, o time da casa saiu na frente aproveitando o power play. Já no terceiro período, o Zug empatou a partida e quando os 60 minutos chegaram ao fim, o placar era 1-1. A prorrogação durou 4 minutos, Reto Suri marcou o gol vencedor do jogo, o EV Zug venceu por 2-1 e conseguiu sua primeira vitória na série final.

Então o quarto jogo foi em Zug, e o time da casa fez dois gols no primeiro período. Nos dois períodos seguintes o Bern correu atrás do empate e conseguiu, com um gol no segundo e no terceiro período, assim garantindo uma prorrogação na partida. O tempo extra durou menos do que 3 minutos, Fabian Schnyder marcou o gol vencedor, o Zug conseguiu a vitória e igualou a série.

Na quinta partida o time de Bern começou fazendo 3-0, o Zug marcou um gol, o Bern então terminou o atropelo nos dois períodos decisivos. O placar final de 6-1 fez com que o Bern ficasse apenas a uma vitória do bicampeonato e o 15º título da NLA.

Então no sexto jogo o Bern voltou a dominar, o Zug não foi capaz de parar o adversário. O SC Bern venceu por 5-1 em Zug e chegou ao título da NLA. Uma campanha incontestável que foi coroada no final com o 16º título da NLA para o Bern, o favoritismo foi confirmado. Um bicampeonato muito merecido, parabéns ao SC Bern pela temporada incrível. Schweizer Meister!

Bern- Benjamin Soland-Blicksport
A festa do SC Bern (Foto: Benjamin Soland/Blicksport)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s