Do Velho Mundo – Problemas fora do gelo na EIHL, 871 Minutos de Penalidades, De Volta a CHL, além de outros assuntos.

Bom dia, boa tarde, boa noite! Segundo nosso departamento de estatísticas chegamos à sétima edição dessa coluna semanal, e pelos meus cálculos eles estão corretos. Nessa edição temos a estreia da capa tosca que eu fiz no paint para dar um traço personalidade a essa coluna. Dessa vez começamos no Elizabetão por conta de um assunto muito importante e relevante:

EIHL

De volta ao hóquei nas terras do Reino Unido, dessa vez para tratar de um problema que assola vários esportes no mundo. Na sexta-feira, 02 de dezembro, a EIHL comunicou (http://eliteleague.co.uk/eihl-announces-crackdown-on-dissent/ – em inglês) que a liga estará multando jogadores, técnicos e dirigentes de clubes que fizerem comentários impróprios sobre árbitros ou o Departament of Player Safety, responsável por punir jogadores por condutas perigosas durante as partidas. Em primeiro caso será aplicada uma multa de 100 Libras esterlinas, em reincidência a multa sobre para mil Libras esterlinas e a partir do terceiro caso a multa é de cinco mil Libras esterlinas. Com isso já foram aplicadas as seguintes multas:

– Fife Flyers £100.
– Cardiff Devils £200.
– Sheffield Steelers £300.
– Nottingham Panthers £200

A verdade é que, em primeiro lugar, as medidas da EIHL são para frear as declarações de insatisfação sobre lances de jogo ou punições disciplinares não aplicadas ou mal aplicadas posteriormente. Há de existir sempre a liberdade de expressão, com tudo, ao mesmo tempo somos responsáveis pelo que falamos e quando se passa do ponto por ofensas ou insinuações e acusações contra a moral alheia sem prova de fato, há de se punir quem passa do ponto. E, claro, a maneira mais justa de se fazer isso é pesando no bolso, só para ficar a comparação: o salário médio mensal de um jogador da EIHL é de 20 mil Libras esterlinas, uma multa de 100 libras representa 0,5% do salário médio, uma multa de 1000 libras representa 5% do salário médio, já a multa de 5 mil libras representa 25% do salário médio. A partir do segundo nível de multa, mil libras, já se tem um peso financeiro considerável.

Consigo entender o lado da EIHL, de se proteger de problemas com os jogadores passando do ponto ao criticar, mas ao mesmo tempo em que é uma ideia justa, fica a dúvida de que o sistema será aplicado justamente. Não é difícil encontrarmos casos onde jogadores, técnicos, dirigentes e outras pessoas relacionadas a equipes esportivas são multados por usarem seu direito de livre expressão sem ofender ou fazer insinuações de má fé. Espero com toda sinceridade que a EIHL não se torne um STJD ou NFL da vida, pelo direito fundamental de livre expressão e também pelo bem do esporte. E que também faça um trabalho melhor para não deixar dúvidas na credibilidade de seus árbitros e o departamento de segurança dos atletas. Ficaremos de olho nos próximos capítulos.

Do sério para o não sério: No sábado, 03/12, o Braehead Clan foi derrotado pelo Dundee Stars por 4-6, mas o jogo não é o destaque e sim a camiseta usada pelo tome da casa. O Clan decidiu usar uma camiseta especial para o evento. Em uma noite que o time retornaria para Glasgow após muitos jogos fora de casa e ainda teria o evento “Air the Bear”, que arrecadaria ursos de pelúcia para o hospital infantil de Glasgow, decidiram então lançar uma camiseta especial que seria usada apenas naquela noite e leiloada para a caridade. Homenageando Clangus , o mascote do time, a Warior lançou uma camiseta um tanto quanto… Peculiar.

braehead-clan_algoold
O uniforme do Braehead Clan em homenagem ao mascote Clangus (Foto: Al Goold/Braehead Clan)

O mascote é icônico, considerado o melhor da EIHL, e acho válida a homenagem, com tudo essa camiseta de jogo passou do ponto. Mas talvez essa camiseta peculiar acabe impulsionando as pessoas a arrecadarem essas camisetas únicas por um preço alto, ajudando o hospital infantil de Glasgow, é o que eu espero sinceramente.

Liiga

O KalPa está na ponta de vez. Se o Tappara oscila nos últimos tempos, o KalPa é constante e colocou quatro pontos a frente do principal rival nos últimos dias. O segundo melhor ataque e a segunda melhor defesa fazem com que o KalPa consiga manter o nível e o ritmo jogo após jogo, mesmo as derrotas tem sido apertadas e quase sempre ao menos um ponto tem conseguido.

Pegando o elevador do topo para o porão, encontramos o KooKoo e o Lukko. Os dois tem 25 pontos, a diferença é que o Lukko tem uma vitória a mais no tempo regulamentar, mas qualquer resultado faz a diferença nesse caso. Os dois se credenciam a brigar para fugir da série de rebaixamento/promoção entre a Liiga e a Mestis, já que estão 5 pontos atrás dos dois times mais próximos na classificação. Não se pode dizer que o Lukko não melhorou, com tudo ainda é pouco, já o KooKoo vai no caminho inverso. Esperando por mais jogos para ver o que acontece entre os dois.

EBEL

O Capitals austríaco é o melhor da EBEL no momento. O time de Viena tem 61 pontos e uma margem segura de 9 pontos contra o segundo e terceiro colocados, acumula vitórias e mais do que isso, se impõe. O grande destaque é o ataque com 99 gols marcados em 26 jogos, liderado por Riley Holzapfel e seus 35 pontos (12 gols e 23 assistências), o quarto maior pontuador da liga, o Vienna Capitals é prolífico e incrível com uma média de 3,66 gols por jogo. Os atacantes pontuam muito bem, garantem as vitórias e os pontos, fundamentais numa campanha em temporada regular. Se o Capitals manter o ritmo nessa maratona (olha aí o termo voltando), vai ser muito difícil para-lo.

vienna_capitals_ebel
O Vienna Capitals vê todo mundo assim, de cima (Foto: erstebankliga.at)

ELH

Voltando a República Tcheca e voltando a falar do HC VERVA Litvínov, que conseguiu chegar ao terceiro lugar. A ascensão do time jogo após jogo o levou a ultrapassar o HC Kometa Brno, ao menos enquanto o Kometa disputa o jogo que tem a menos do que o Litvínov. A defesa sólida do Litvínov e ajuda a ganhar jogos, o ataque tem nada de brilhante, até deixa a sensação de que poderia fazer mais, mas por enquanto não importa muito. O ideal é sempre ter ataque e defesa sólidos, mas a realidade pode ser muito diferente e é preciso saber trabalhar com o que se tem.

NLA

Entra semana, sai semana, o ZSC Lions volta a liderança. É verdade que a condição de ter jogos a mais em relação a EV Zug (2º colocado) e SC Bern (3º colocado) o ajudam a manter essa condição, mas há de se reconhecer os méritos acima de tudo. A constância do time de Zurique é louvável e deve-se a um equilíbrio entre ataque e defesa, tem o melhor ataque e a terceira melhor defesa da NLA e isso rende um saldo positivo de 34 gols. É um número extraordinário que vem qualificando o ZSC Lions entre um dos favoritos em terras suíças para essa temporada.

SHL

Rögle e Leksand parecem fadados a ficarem nos dois últimos lugares. O Djurgarden abriu 8 pontos de diferença para o Leksand e 9 para o Rögle, esse fato faz com que os dois fiquem cada vez mais próximos a se qualificarem para a Kvalserien. Inclusive os dois se enfrentaram nesse domingo, 04/12, e o Leksand venceu por 3-2, não deixando o Rögle não se distanciar e ainda ultrapassando-o. Essa grande distância faz com que escapar dessa situação possa vir a ser uma missão impossível que talvez nem Tom Cruise salve.

Indo para a parte boa da tabela, a disputa por vaga nos playoffs, seja direta ou indiretamente, é muito interessante. A SHL é uma liga bem nivelada e por alto, mesmo que existam exceções, não atoa é considerada a melhor liga europeia de hóquei no gelo e, no pior cenário, a terceira melhor do mundo. Com o nível muito parelho entre os times, é um pouco óbvio que será disputado, mas é muito bom ver isso acontecendo na prática. Fica a torcida para que a SHL continue assim, emocionante.

J18 Division1

Nota do autor: pauta sugerida por Andrei Henrique.

Continuando na terra de Ulf Samuelsson, dessa vez indo para a terceira divisão do Sub-18, encontramos um jogo que não terminou e o motivo foi simples: 871 minutos de penalidade foram aplicados. O placar era Fleming 5-0 Aker, o faceoff para reiniciar o jogo acontecia e então repentinamente todos os jogadores no gelo começaram a brigar. Uma confusão começou, os goleiros se envolveram, alguns dos reservas pularam no gelo para separar a confusão, os árbitros decidiram expulsar todos eles. A punição somada chegou a 871 minutos, com tudo o maior problema é que a partida teve que terminar ali por falta de jogadores. Essa foi a maior briga acontecida em gelos suecos em todas as categorias e divisões da História.

Pelas regras a atitude foi acertada, os jogadores que estavam no gelo foram ser expulsos porque passaram do ponto segundo a arbitragem, quanto os que saíram do banco para separar a briga: nas regras do hóquei no gelo se durante uma briga jogadores que estavam no banco invadem o gelo, eles devem ser expulsos. Os técnicos discordaram das punições, para Fredrik Feldt, técnico do Fleming os juízes foram corretos nas punições, já Jimmy Albin acha que eles deveriam ter ponderado um pouco mais. Com tudo, ambos concordaram que os árbitros exageraram nos relatos da súmula, já que cada jogador pode pegar ATÉ 33 jogos de punição.

Sou sempre a favor de um bom boxe sobre patins no gelo, mas existem situações onde os jogadores exageram por nada, como nesse jogo. São jovens, não tem a cabeça totalmente no lugar, mas quando se passa do ponto a punição mais severa de expulsar deve existir, com tudo não creio que a comissão disciplinar dará 33 jogos de punição para qualquer um deles e nem deve.

Extraliga Eslovaca

HK Nitra deu sinal de vida e venceu os dois últimos jogos disputados, parabéns pela ressureição! Incluindo uma vitória no domingo por 3-2 sobre o HC Kosice, algo deve ter acontecido no ambiente do time e impulsionou os jogadores para voltarem a vencer. Um time com tal potencial não deveria passar por uma má fase tão grande quanto o Nitra passou, mas essas duas vitórias fizeram com que o time saísse do lugar e quase sempre o primeiro passo é o mais difícil.

kosice_nitra_tipsport_extraliga

Essa vitória do Nitra sobre o Kosice fez com que o HC 05 iClinic Banská Bystrica assumisse a liderança isolada. Os dois vem se alternando, com apenas 2 pontos de diferença entre eles, a qualquer momento um passa, outro passa, os dois ficam empatados, mas se mantém na ponta e a frente dos demais. Sem sombras de dúvida são dois dos mais fortes e não surpreendem estarem na ponta, a questão é como os dois estarão quando a temporada regular acabar.

 DEL

Adler Mannheim, Grizzlys Wolfsburg, Augsburger Panther, Kölner Haie e Thomas Sabo Ice Tigers brigam pelo segundo lugar na DEL e aparentemente irão alternar posições nas próximas rodadas. O Adler Mannheim está apenas 2 pontos a frente do Thomas Sabo Ice Tigers, ou seja, essa é a pontuação que separa o segundo do sexto lugar. Se o Red Bull München está bem a frente, quase todo o resto da DEL todo briga por algo dentro dos playoffs, mas essa briga pelo segundo lugar é uma das mais intensas e interessantes. A DEL se fortaleceu nos últimos anos e continua a evoluir, isso se vê dentro do gelo e fora dele e se reflete nessas disputas equilibradas e intensas. Não é possível saber o que vai acontecer no futuro, mas no presente existe uma bela disputa em lugares nobres da DEL.

CHL

De volta ao principal torneio europeu de clubes do hóquei no gelo, na terça e quarta, dias 06 e 07 de dezembro, acontecem as partidas de ida da fase de quartas de final. Aqui vão prévias dos confrontos:

Fribourg-Gótteron vs HC VÍTKOVICE Ridera: Suíça vs República Tcheca. Mesmo a República Tcheca sendo mais tradicional no esporte, a balança pesa para o lado suíço nesse confronto. O Fribourg-Gótterron tem uma campanha quase perfeita, perdeu apenas uma vez nessa edição da CHL.

Enquanto isso o Ridera chegou até essa fase passando por adversários de um nível menor do que o do time de Fribourg, dessa vez tem um abismo entre ele e o adversário. Difícil passar? Sim, mas não é impossível.

Växjö Lakers vs ZSC Lions: O Växjö chegou até aqui enfrentando dificuldades, mas vive seu melhor momento na temporada. Vai enfrentar um adversário forte, mas é completamente capaz de avançar as semifinais. É o favorito por uma margem pequena.

O ZSC Lions chegou as quartas de final após um épico embate contra o HC Lugano, tem uma ótima campanha na CHL essa temporada e com um elenco forte tem a possibilidade palpável de fazer surpresa. Não é uma zebra, mas sendo o Växjö o favorito, o ZSC Lions tem a possibilidade de dar um pequeno choque em todos que acompanham essa liga.

Linköping vs Frölunda: O Linköping pode ter a melhor campanha entre os dois, mas não é o favorito. Com tudo, esse é o embate mais equilibrado dessa fase e não se pode dizer que uma possível classificação do Linköping para as semifinais seja surpresa, mas o Frölunda é o favorito.

O Frölunda é o time mais forte da CHL no momento, isso o coloca com uma pequena margem de favoritismo, mas esse confronto pode ser considerado uma armadilha no caminho. Duelos locais dentro da CHL quase sempre significam batalhas campais no gelo, para o Frölunda esse é talvez o maior problema possível.

Sparta Praha vs SC Bern: O único jogo da quarta-feira, novamente o Sparta entra como zebra, dessa vez uma zebra de menores proporções do que foi nas oitavas de final. Uma vez já é difícil, a segunda vez é mais difícil ainda, porém o adversário é menos forte dessa vez e só vence quem acredita em si.

O SC Bern é favorito no confronto, vem em uma boa temporada e precisa fazer o que vem fazendo até aqui na CHL para passar de fase. O forte elenco o coloca como favorito, mas precisa ter cuidado para não se perder e dar chance para a zebra acontecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s