Do Velho Mundo – Kovalev retorna, briga pela ponta na Eslováquia e mais

Nota: As ligas de hóquei no gelo da Europa usam o padrão de pontuação da IIHF: 3 pontos para vitória dentro do tempo regulamentar, 2 pontos para vitória no overtime ou shootout, 1 ponto para derrota no overtime ou shootout e 0 pontos para derrota no tempo regulamentar.

Bom dia, boa tarde, boa noite! Essa é a primeira edição do “Do Velho Mundo”, nossa viagem pela Europa (sem sair do lugar), caso não tenha lido a Introdução desta coluna basta clicar aqui. Começamos o nosso tour hoje pela Suíça:

NLA

Começando a primeira edição desta coluna abrindo um parêntese para o grande Alexei Kovalev e mais um de seus feitos. Se você não se lembra, ou não conhece, Kovalev venceu a Stanley Cup em 1994 com o New York Rangers e atuou na NHL por vinte e um anos na liga, anotou 1029 pontos nesse período. Após a saída da NHL ele jogou uma temporada no EHC Visp, onde disputou a NLB, Kovalev assumiu o cargo de general manager do time e na terça-feira, 18/10/2016, ele voltou a jogar. Aos 43 anos Kovalev se escalou no time devido a lesão de um dos atacantes antes de o jogo contra o EVZ Academy começar, o primeiro gol do jogo foi marcado por Jon Rheault,com assistência de quem? Alexei Kovalev! Isso já era motivo para um destaque, mas o “melhor” ficou para o final do jogo: aos 15 minutos e 17 segundos do terceiro período Kovalev foi penalizado por 2 minutos e mais uma exclusão por um check pelas costas de um adversário, finalizando o jogo com 1 assistência e 14 minutos de penalidades. É provável que ele não volte a jogar devido a sua idade (nem todo mundo é Jaromir Jagr), mas em todo caso: Volte sempre, Kovalev! Só cuidado para não machucar os mais jovens. Ah, o jogo terminou 2-1 para o EVZ Academy sobre o EHC Visp.
Kovalev no gelo pelo EHC Visp em 2013 (foto: PostFinance Eishockey)

Começando a primeira edição desta coluna abrindo um parêntese para o grande Alexei Kovalev e mais um de seus feitos. Se você não se lembra, ou não conhece, Kovalev venceu a Stanley Cup em 1994 com o New York Rangers e atuou na NHL por vinte e um anos na liga, anotou 1029 pontos nesse período. Após a saída da NHL ele jogou uma temporada no EHC Visp, onde disputou a NLB, Kovalev assumiu o cargo de general manager do time e na terça-feira, 18/10/2016, ele voltou a jogar. Aos 43 anos Kovalev se escalou no time devido a lesão de um dos atacantes antes de o jogo contra o EVZ Academy começar, o primeiro gol do jogo foi marcado por Jon Rheault,com assistência de quem? Alexei Kovalev! Isso já era motivo para um destaque, mas o “melhor” ficou para o final do jogo: aos 15 minutos e 17 segundos do terceiro período Kovalev foi penalizado por 2 minutos e mais uma exclusão por um check pelas costas de um adversário, finalizando o jogo com 1 assistência e 14 minutos de penalidades. É provável que ele não volte a jogar devido a sua idade (nem todo mundo é Jaromir Jagr), mas em todo caso: Volte sempre, Kovalev! Só cuidado para não machucar os mais jovens. Ah, o jogo terminou 2-1 para o EVZ Academy sobre o EHC Visp.

Na divisão principal, EV Zug e ZSC Lions estão brigando jogo a jogo pela ponta. O ZSC Lions tem 35 pontos em 17 jogos, enquanto o EV Zug tem 34 pontos, mas apenas 16 jogos disputados. O que vale destacar é que ambos não marcaram pontos em poucos jogos, o EV Zug em 3 e o ZSC Lions em 2, ou seja, eles quase sempre marcam pontos . Os dois times estão se mostrando duros na queda, são pacientes e persistentes, estão num momento de muita confiança em que muito tem dado certo, conseguem reverter placares ou segurar momentos difíceis em jogos muito disputados.

DEL

Na terra do império Prussiano, a maior agitação na semana foi a especulação do retorno de Christian Ehrhoff ao Krefeld Pinguine. Ehrhoff foi campeão da DEL com o time em 2002-03 e jogou novamente lá durante o lockout da NHL em 2012-13, com tudo no dia de hoje a história teve uma reviravolta e Ehrhoff acabou assinando contrato com o Kölner Haie.

Na ponta da tabela o Kölner Haie vem em um ritmo forte com apenas 3 derrotas em 11 partidas, o time de Colônia tem 24 pontos ganhos. A vantagem dele para o vice-líder, Red Bull München, é de 1 ponto apenas, sendo que o time de Munique tem 11 jogos disputados. O Haie começou sua ascensão ao final da temporada passada, classificou-se em 7º lugar para o round preliminar dos playoffs, onde passou pelo Adler Mannheim, depois venceu o poderoso Eisbären Berlin em 7 jogos e parou nas semifinais, perdendo a série em 5 jogos para o Red Bull München. Sem contratar nenhum jogador novo, apenas renovando contratos e promovendo jovens talentos entre a temporada passada e essa, o Kölner achou um modo mais barato de manter as forças aproveitando a força de um elenco que teve uma boa ascensão no final da temporada anterior. Agora com a chegada de Ehrhoff as forças devem ser aumentadas, já que ele é um defensor muito bom nas duas pontas do gelo e uma arma muito grande no power play. Faltam muitos jogos ainda para o final da temporada regular, mas no momento eu colocaria o Kölner Haie como o segundo time em melhor fase na Europa.

Liiga

O atual campeão finlandês parece ter entrado nos eixos, o Tappara vive seu melhor momento até aqui na temporada. Após a eliminação na CHL o time conquistou treze pontos em seis jogos (4 vitórias no tempo regular, 1 derrota no tempo regular e 1 vitória no overtime). O Tappara era uma máquina poderosa de hóquei na temporada passada e sentiu a saída de Patrik Laine do time, com tudo nós últimos jogos passou a fazer essa máquina voltar a funcionar e atualmente tem o líder e vice-líder da Liiga em pontuação. Henrik Haapala está no momento com 18 pontos, sendo 4 gols e 14 assistências, Haapala também é o líder em assistências, Veli-Matti Savinainen tem 16 pontos, sendo 9 gols e 7 assistências, é o vice-líder em gols da Liiga, com Curtis Hamilton do SaiPa lidera com 10 gols. É cedo para se falar em playoffs e até um bicampeonato, porém o Tappara está voltando a sua forma final da temporada passada e isso é o que se esperava, o poder ofensivo e defensivo é um dos maiores e melhores da Europa na teoria e com isso voltando a ser verídico na prática, o futuro pode ser brilhante. Aguardemos os próximos capítulos para poder ver até onde o Tappara vai.

SHL

Dos gelos suecos o grande destaque é o Mälmo, o líder da temporada regular da SHL até aqui tem uma campanha de 8 vitórias no tempo regulamentar, 1 vitória no shootout e 2 derrotas no tempo regulamentar. São 26 pontos em 11 partidas disputadas até então, tem um ponto a mais e ainda um jogo a menos que o vice-líder Frölunda. Com um time sólido, que tem 14 gols marcados a mais em relação aos sofridos, eficiente a ponto de colocar a campanha de 8 vitórias no tempo regular, 1 derrota no overtime e 3 derrotas no tempo regular do Frölunda “apenas” no segundo lugar da liga. Se o Kölner Haie seria o segundo melhor time da Europa no momento, Mälmo é o primeiro.

Mais abaixo na tabela um pouco está outro time com uma campanha muito boa, o HV71 ocupa a quinta posição com 19 pontos ganhos em 10 jogos, são 4  derrotas, sendo 1 no overtime, e 6 vitórias no período regular de jogo. São incríveis 35 gols marcados e 19 sofridos demonstrando que o HV71 tem um poderoso ataque para fazer os adversário temerem e nós ficarmos de olho. É possível vermos o HV71 brigando pela ponta do campeonato nas próximas rodadas, basta apenas, não que seja simples assim, o time manter o ritmo.

EBEL

Da Áustria e países vizinhos, o primeiro destaque vai para o duelo entre HC Innsbruck e Black Wings Linz, na quinta-feira (17/10), um jogo em que as defesas e os goleiros brilharam. Jason de Santis abriu o placar para o time de Innsbruck no final do segundo período, Joel Broda empatou a partida aos 40 segundos do terceiro período, a partida acabou definida com o gol de Tyler Spurgeon no overtime, vitória do HC Innsbruck por 2-1 sobre o Black Wings Linz. Jason de Santis foi o grande nome do jogo bloqueando disparos, desarmando os atacantes do time de Linz, ele dominou o adversário junto o restante dos companheiros com quem esteve no gelo, além de ter marcado um gol. A grande atuação das defesas contou com um bom trabalho dos goleiros, Andy Chiodo (Inssbruck) fez 30 e René Swette (Linz) fez 27. Foi um grande jogo, tipo que vale a pena ser visto, hóquei no gelo não é só ataque, mas também defesa. Existe uma tendência de avaliar tudo com um viés ofensivo, o que acho ser completamente injusto com aqueles que fazem o trabalho sujo de parar os atacantes, evitar gols, goleiros e defesas também ganham jogos.

Enquanto isso Red Bull Salzburg e Vienna Capitals brigam pela ponta do campeonato, mas o Black Wings Linz não deixa os dois times tomarem muito a ponta. O Red Bull Salzburg tem 30 pontos (9 vitórias no tempo regulamentar, 1 vitória no overtime, 1 derrota no overtime e 2 derrotas no tempo regulamentar), já o Vienna Capitals tem 28 pontos (7 vitórias no tempo regulamentar, 3 vitórias no overtime, 1 derrota no overtime e 2 derrotas no tempo regulamentar). No princípio da semana as equipes estavam empatadas, mas com resultados a favor, o Salzburg conseguiu colocar 2 pontos de vantagem. Jogando pouco abaixo do que vinha, o Vienna Capitals foi parado por duas vezes no overtime essa semana e viu o Black Wings Linz encostar ao chegar aos 27 pontos.

Extraliga Eslovaca

A disparidade entre os 3 primeiros e os demais times na Eslováquia assusta um pouco, porém o mais assustador é a horrorosa campanha do HK SPK Poprad. São apenas 16 pontos em 16 jogos disputados, são 10 derrotas, sendo 1 apenas no overtime, contra 6 vitórias, 3 no overtime e 3 no tempo regulamentar. É de longe o pior time do campeonato e entre as grandes ligas da Europa. Abaixo dele tem o HK Orange 20, na realidade, mas esse é o time de desenvolvimento da seleção Eslovaca sub 20, então não conta para o campeonato oficialmente.

Indo para a outra ponta da tabela, HK Nitra, HC 05 Banská Bystrica e HC Kosice estão com 35 pontos e fazem uma boa briga pela liderança do campeonato. Brystrica e Kosice tem uma campanha exatamente igual, até no número de gols marcados e sofridos. Brystrica e Kosice dividem a liderança com uma campanha de 10 vitórias nos 60 minutos, 2 vitórias no overtime, 1 derrota no overtime e 3 derrotas no 60 minutos, as equipes marcaram 64 gols e sofreram 33 nos 16 jogos disputados. São três boas campanhas que distanciam eles dos demais times, são 10 pontos de diferença para o quarto lugar dando um claro sinal de disparidade até então, mas como faltam muitos jogos e ainda tem playoffs tudo pode acontecer, inclusive nada. Se a Extraliga Eslovaca vai ficar entre os três não posso afirmar, mas que vão se tornando os grandes favoritos posso afirmar positivamente.

eslovaquia
Os líderes da Extraliga Eslovaca

ELH

Na República Tcheca a briga pela ponta do campeonato vai ficando entre HC Kometa Brno e HC Oceláři Třinec, eles estão empatados com 35 pontos, enquanto o terceiro lugar, HC VERVA Litvínov, tem 29 pontos e um jogo a mais disputado. Tanto Kometa quanto Litvínov ainda não perderam nos 60 minutos, o que é um feito incrível até aqui. Se continuarem passando com certa facilidade pelos adversários, os dois devem terminar com uma campanha fantástica na temporada regular. Enquanto isso a briga entre o quarto e o oitavo lugar está acirrada, apenas 4 pontos separam o              BK Mladá Boleslav (4º colocado) do HC Vítkovice Ridera (8º lugar), na ELH é melhor terminar entre os 6 primeiros porque esses vão diretamente para as quartas de final enquanto do sétimo ao décimo lugar eles disputam as duas vagas restantes uma fase preliminar de playoffs.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s