O dia de jogar junto

A noite da última segunda começou “perfeita” dentro das condições que estavam apresentadas. Voltando para a casa com uma desvantagem de 0-2 na série com tudo indo contra si e tendo marcado apenas um gol em 120 minutos, o Philadelphia Flyers entrava no gelo do Wells Fargo Center com a faca raspando o pescoço.

Times que voltam para casa perdendo por 0-2 precisam desesperadamente de componentes do jogo (ou até não ligados diretamente a ele) para mudar o curso do confronto. Nesse quesito, tudo corria em favor do Flyers. Antes do inicio do jogo 3, a franquia homenageou seu criador Ed Snider que morreu no último dia 11 (leia mais sobre o fundador do Flyers AQUI), homenagem essa que incluiu a sempre espetacular Lauren Hart cantando God Bless America com uma camisa fazendo alusão ao criador da franquia e com o número 67 nas costas (ano de criação do Flyers) e colocando mais fogo na partida, Michael Raffl abriu o marcador com 57 segundos, dando aos laranjas sua primeira liderança na série. E então…

flyers-fans-throw-bracelets-hot-dogs

… tudo ruiu. E ruiu de forma vergonhosa. Com falhas defensivas, penalidades ruins, as estrelas do time todas apagadas e até falha de seu goleiro. A soma de tudo isso resultou em um 6-1 para os visitantes com 5 gols sofridos no powerplay e o Capitals se colocou a uma vitória de varrer um oponente nos playoffs pela primeira vez em sua história enquanto o Flyers parte para sua terceira série com 0-3 em 6 anos. Mas esse post não é diretamente para falar sobre esse jogo, mas sim para falar sobre as atitudes de alguns torcedores que envergonharam todos ligados a franquia, os reflexos de quando a torcida começa a jogar contra o time.

As cenas lamentáveis começaram antes mesmo do puck tocar no gelo com um torcedor do Flyers indo até o banco do Capitals apenas para xingar Braden Holtby em sua preparação pré-jogo. Durante o minuto de silêncio em homenagem a Ed Snider antes do inicio da partida, dois torcedores quebraram o momento apenas para dirigir xingamentos ao Capitals e ao winger Alexander Ovechkin. Xingamentos no meio de um minuto de silêncio.

E ficou pior. Após um hit aplicado por Ryan White em Brooks Orpik, o defensor do Capitals não respondia os comandos do médico e saiu do gelo precisando de ajuda (hit esse que tirou Orpik do jogo 4 nessa quarta feira) e ao sair, Orpik foi vaiado por torcedores do Flyers.

gettyimages-522349402-0
Controversia, parte um. (créditos: Tribu Magazine)

 

E ainda conseguiu ficar muito pior. Já na parte final do jogo com o placar em 4-1 para o Capitals, Pierre-Édouard Bellemare cometeu um hit no mínimo perigoso (no mínimo mesmo) em Dmitry Orlov, hit esse que mandou o russo direto com a cabeça nas bordas e criando uma confusão no gelo, descontentes com a penalidade e a atuação do time, alguns “torcedores” do Flyers jogaram pulseiras (pulseiras estas usadas, ironicamente, na cerimônia em homenagem a Ed Snider) no gelo, uma dessas pulseiras acabou atingindo Orlov enquanto o mesmo recebia atendimento médico no banco. Lou Nolan, PA announcer do Flyers, pediu aos torcedores que não jogassem mais nada no gelo incluindo a frase “tenham alguma classe”. Só piorou, os torcedores jogaram cerveja no gelo (não é exclusividade dos torcedores do Flyers, torcedores do Red Wings jogaram cerveja em Brian Boyle no domingo), mesmo com os pedidos para que os torcedores parassem (incluindo pedidos vindos de Alex Ovechkin e Wayne Simmonds), eles não o fizeram e isso acabou resultando em uma penalidade para o Flyers, tirando Lou Nolan do sério de vez “vocês conseguiram agora”. Ainda no gelo, Wayne Simmonds definiu o episódio como embaraçoso. Episódio esse que também deixou o técnico do Capitals, Barry Trotz, sem muito o que dizer: “me senti mal porque era um tributo ao senhor Snider” e ainda lembrou o problema que as pulseiras brancas no gelo branco (duh) poderiam causar uma lesão grave.

Pierre-Edouard Bellemare, Dmitry Orlov
OUCH! (créditos: AP Photo/MattSlocum)

A filha de Ed Snider e o próprio Flyers se manifestaram após o episódio. Através de seu twitter pessoal, Sarena Snider disse “meu pai chamaria a jogada das pulseiras de uma desgraça e talvez falasse ao público. Mas ele não olharia para trás, apenas para o futuro” . O Flyers divulgou uma nota através de Shea Wintigler, definiu o comportamento destes torcedores como algo inaceitável. Ainda disse que “quando o desagrado é expresso de uma forma que embaraça ou coloque outros em perigo, esta atitude não pode ser tolerada”

Toda essa saga bizarra da torcida do Flyers prejudicou o time no gelo já que o segundo gol de Alex Ovechkin na partida veio da punição das pulseiras. Fora a pressão que isso cria nos jogadores dentro do gelo, a responsabilidade extra para um time que já tem suas dificuldades contra o Capitals.

w768xh576_gettyimages-522358320
Brandon Manning e a saga dos braceletes voadores. (créditos: Getty Images Sports)

Com ou sem pulseiras (nesse caso sem, já que o Flyers não dará o acessório no jogo 4), os torcedores laranjas precisaram jogar ao lado de seu time a partir de agora. Encarando o melhor time da liga na temporada regular e uma desvantagem de 0-3 na série, o Flyers enfrentará diversos problemas na luta para seguir vivo na série. Claude Giroux e Wayne Simmonds que foram os melhores pontuadores da equipe na temporada regular ainda estão zerados na série, Steve Mason falhou absurdamente no jogo 2 e novamente no 3 abrindo as portas para Michal Neuvirth assumir a goleira da equipe no confronto derradeiro, a equipe só marcou dois gols em 180 minutos e só esteve na frente do placar por menos de 5 minutos. Isso sem falar no aproveitamento de 0 para 13 no powerplay. Em 2010, o Flyers começou sua virada contra o Boston Bruins jogando em casa na partida 4, vencendo os ursos por 4-3 no overtime com gol de Simon Gagne que marcaria mais 3 gols naquela série, incluindo o game winner da série no jogo 7 em Boston. Caso o Flyers queira virar o confronto, a equipe precisará de outra vitória no jogo 4 em casa, as estrelas precisam voltar a vida (tal qual fez Gagne, voltando de lesão naquele jogo) e principalmente, a força da torcida laranja.

simon-gagne-006
Joga junto, Philly! (Créditos: Matt Slocum/AP)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s